Card image cap

Jejum

Veja o que diz John Wesley sobre o Jejum

“Algumas pessoas têm exaltado o jejum religioso elevando-o além das Escrituras e da razão; e outras têm menosprezado por completo” - John Wesley

O Jejum têm estado em descrédito tanto dentro quanto fora da igreja por muitos anos pelos seguintes motivos:

Práticas que adquiriram péssima reputação na Idade Média; - foco no exterior
Propaganda - “Se não tomarmos três refeições por dia, com a inclusão de alguma refeições ligeiras, corremos o risco de morrer de fome”

Mas quando o Jejum for feito de maneira pode ter efeitos físicos benéficos.
O Jejum também não é uma disciplina exclusivamente cristã; todas as religiões do mundo reconhecem o seu mérito e até mesmo a ciência moderna faz uso dele para apurar diagnósticos de saúde mais acurados.

Jejum

O jejum se refere a abstenção de alimento para finalidades espirituais. É diferente de uma dieta de saúde que acentua a abstinência de alimentos para propósitos físicos apenas.

Uma das coisas que observamos nos dias de hoje são pessoas fazendo uso do Jejum para obter benefícios motivados pela vaidade e pelo desejo de poder.

Não significa que este tipo de Jejum seja errado, mas o seu objetivo difere do jejum descrito nas Escrituras.

Eu diria que toda e qualquer forma de “Jejum” que difere da Bíblia como: “Retirar doces, não comer carne, não tomar refrigerante, reduzir o uso das redes sociais, não tomar café, entre outros” poderiam ser chamados de “propósitos físicos e espirituais”.

Na Bíblia o Jejum envolvia a abstinência de qualquer alimento, sólido ou líquido, exceto água.

Vejamos alguns trechos na Bíblia que falam sobre o Jejum:

Naqueles dias eu, Daniel, estive triste por três semanas. Alimento desejável não comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, até que se cumpriram as três semanas. Daniel 10:2,3

Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de dia nem de noite, e eu e as minhas servas também assim jejuaremos. E assim irei ter com o rei, ainda que não seja segundo a lei; e se perecer, pereci.
Ester 4:16

E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu. Atos 9:9

Subindo eu ao monte a receber as tábuas de pedra, as tábuas da aliança que o Senhor fizera convosco, então fiquei no monte quarenta dias e quarenta noites; pão não comi, e água não bebi;
Deuteronômio 9:9

Levantou-se, pois, e comeu e bebeu; e com a força daquela comida caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus. 1 Reis 19:8

De forma geral, o Jejum é um assunto privado entre o indivíduo e Deus.

Há, porém, momentos ocasionais de jejuns de um grupo ou públicos. Na lei mosaica era realizado anualmente um jejum público no dia da expiação.

Mas aos dez dias desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor.
Levítico 23:27

Atualmente os judeu praticam o Jejum no Yom Kippur que tem por objetivo principal despertar os corações a observar os caminhos da Teshuvá (arrependimento).

O Jejum é um mandamento?

Muito se tentou durante a história a fim de entender se o Jejum seria um mandamento ou não, embora diversas passagens nas escrituras tratam deste assunto. Há, porém, duas delas que se destacam:

Logo, o Jejum não pode ser considerado um mandamento mas sim uma prática comum do cristianismo assim como a leitura, oração, doação entre outras que precisam ser observadas e praticadas regularmente em nossas vidas.

Qual é o objetivo do Jejum?

“E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.”
Mateus 6:16-18

Logo o objetivo do Jejum está em:

A meditação sempre permaneceu como uma parte central da devoção cristã, uma preparação importante para a oração.

Algumas recomendações:

O que se passa espiritualmente é de muito maior consequência do que o que acontece no corpo.

O Jejum pode trazer avanços no reino espiritual que jamais poderiam ter acontecido de outra maneira. É um recurso da graça e benção de Deus que não deve ser negligenciado por mais tempo.

“Pai, oro para que o Senhor nos prepare para uma devoção ainda maior de cada um de nós de vivermos mais próximos de você, nos prepara para uma experiência impactante em nossas vidas através do Jejum - Amém”


Comentários

Seus Comentários


<- Voltar para Paginal Principal dos Artigos