Card image cap

1. Anseio por ser Apreciado por Deus

O Senhor deseja zelosamente que creiamos que Ele tem prazer sincero em nós, de forma pessoal.

Vamos entender um pouco melhor este anseio de sermos Apreciados por Deus.

1. Temos a necessidade de sermos apreciados.

Dentro de nós temos o anseio de afirmação de que somos apreciados desde cedo.

Fomos criados por um Deus que tem prazer em nos amar, que nos projetou para ter a necessidade de recebermos essa afirmação da parte dele. Ele te ama de forma incondicional.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." - João 3:16

Nossa vida tem valor e importância exatamente porque Deus tem prazer em nós.

Somos definidos como importantes pela virtude daquele que nos deseja, nos ama e tem prazer em nós.

2. Temos o poder de nos sentirmos apreciados.

Quando o nosso coração reconhece que estamos seguros de que podemos ser plenamente conhecidos por Deus e sermos apreciados por ele, algo poderoso acontece em nossas emoções.

Descobrimos uma confiança em Deus que nunca antes poderíamos imaginar.

Isso surpreende você?

Deus tem prazer em cristãos sinceros, mesmo em sua imaturidade.

...e como o noivo se alegra da noiva, assim se alegrará de ti o teu Deus. - Isaías 62:5

"Dói não ser amado nem desejado”

Porém, somos desejados por Deus. Enquanto nos preocupamos em satisfazer nossos anseios com afirmações vindas de outros, Deus deseja revelar suas Afeições por nós.

3. O valor está em sermos desejados.

Nosso valor não é determinado por nossas ações, e sim por Quem nos deseja e nos dá valor.

"Que homem dentre vós, tendo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove, e vai após a perdida até que venha a achá-la? E achando-a, a põe sobre os seus ombros, jubiloso;" - Lucas 15:4,5

"Ou qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida. Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende." - Lucas 15:8-10

Portanto, tenha a coragem de se aproximar de Deus pois ele quer se relacionar com você porque ele tem pleno prazer em você.

"E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom…" - Gênesis 1:31

O Senhor tem tanto prazer em nós que, quando começamos a dar aqueles primeiros passos trêmulos em Sua direção ou de volta para Ele, o Senhor corre para nos encontrar com afeições transbordantes.

4. Somos amados, mesmo em nossa imaturidade

A medida que entendemos que Deus nos deseja intensamente percebemos como podemos ser verdadeiramente transformados e capazes de nos afastar do pecado quando finalmente estamos arraigados na verdade do Evangelho

Não há nada que possamos fazer para merecer ou para desqualificar a nós mesmos da graça que Deus nos têm dado.

A imaturidade nada mais é que um caminho de aprendizado.

"E qual o pai de entre vós que, se o filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? Ou, também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?" - Lucas 11:11-13

Entender que Deus pode, e tem prazer em nós, mesmo que sejamos imaturos, muda a maneira como nos relacionamos com Ele.

Todos os dias podemos estar seguros de que Ele gosta de nós.

Quando cometemos erros imaturos, Ele os usa como oportunidades para nos ensinar, sem reservas ou punições.

E, mesmo quando Ele nos ensina em meio a circunstâncias, Ele está expressando Seu amor por nós.

"Porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem." - Provérbios 3:12

5. Somos os favoritos de Deus

Ele literalmente nos ama da mesma maneira que ama Seu filho Jesus.

"Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor." - João 15:9

Nós não recebemos somente um passaporte para o céu, Jesus têm um interesse real em se relacionar conosco porque ele gosta de se relacionar conosco. Ele gosta da sua companhia. Ele te aprecia como pessoa e como um amigo.

O apóstolo João Auto se intitula como o “Discípulo Amado”. À medida que o relacionamento dele com Jesus ia aumentando e ele ia ganhando segurança João percebeu a essência do relacionamento dele com Jesus. Ele sabia que o coração de Jesus queimava por ele quando eles conversavam.

"Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho." - João 19:26

Correu, pois, e foi a Simão Pedro, e ao outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: Levaram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram. - João 20:2

Então aquele discípulo, a quem Jesus amava, disse a Pedro: É o Senhor. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar. - João 21:7

E Pedro, voltando-se, viu que o seguia aquele discípulo a quem Jesus amava, e que na ceia se recostara também sobre o seu peito, e que dissera: Senhor, quem é que te há de trair? - João 21:20

Ora, um de seus discípulos, aquele a quem Jesus amava, estava reclinado no seio de Jesus. - João 13:23

Vamos ao Pai para descobrir quem somos ao invés de irmos a outras pessoas.

Baseado no livro: 7 anseios do coração humano - Mike Bickle
Por: BibleStatistic.com


Comentários

Seus Comentários


<- Voltar para Paginal Principal dos Artigos